Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
10.07.2020 • Fenafisco

Artigo: Quem sonega, rouba. Quem rouba, é ladrão!

cha

Campo Grande (MS) - Empresário que extrapola os limites da inadimplência e faz uso de procedimentos fraudulentos para burlar o Fisco e sonegar impostos é um fora-da-lei dos mais perniciosos à sociedade.

A esses empresários as leis brasileiras chamam de sonegadores, mas seria mais instrutivo que os chamássemos simplesmente de ladrões, porque é o que são.

Ocorre que o racismo à brasileira reserva esse adjetivo exclusivamente a pobres e negros.

Sonegador soa mais chique, maneiro. Aquela “gente de bem” que pode cometer um pecadinho aqui, outro acolá, porque, afinal, gera empregos, sustenta o país, blá, blá, blá...

Se o Judiciário pátrio dispensasse aos deliquentes pobres o tratamento que dispensa aos sonegadores, os presídios estariam às moscas.

- Mas acabaram de prender um empresário por sonegação.

- Ele roubou 2 xampus?

- Não!

- Portava 1 grama de maconha?

- Não!

- É pobre?

- Não!

- Negro?

- Claro que não!

- Ah, então logo estará em casa! O que são algumas centenas de milhões sonegados, não é mesmo?

Passemos, pois, a chamar a sonegação de roubo e o sonegador de ladrão e estaremos contribuindo com a luta antirracista no Brasil, e, de quebra, fazendo justiça aos verdadeiros criminosos.

 

*Charles Alcantara* 

*Presidente da Fenafisco*