Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
03.08.2020 • Sindifisco

Assista: presidente participa de webinário Serviço Público em Tempos de Pandemia

webinario

Campo Grande (MS) – O debate sobre a defesa do serviço público realizado neste final de semana está disponível na internet. Durante o webinário que ocorreu na tarde de sábado (01.08), o presidente do Sindifisco-MS, Cloves Silva, defendeu o serviço público e o servidor, tratou sobre a normatização do teletrabalho pelo legislativo, bem como discutiu temas ligados as reformas estruturais.

“O serviço público está diretamente ligado ao servidor, uma vez que o Estado o coloca à disposição para suprir  a necessidade do cidadão. Temos vivido um momento difícil no qual o Governo trata o servidor como inimigo público, que chama o servidor de parasita, que dentro da categoria do fisco estadual  e distrital, nos chama de achacadores, diz que vai colocar um bomba no bolso dos servidores. Essa uma uma luta realmente muito difícil de travar, diária e constante. Contudo, ao mesmo tempo que nos coloca contra a parede, também é gratificante porque sabemos que nossa luta é justa”, pontuou Cloves.

Sobre as reformas, o presidente se disse a favor, desde que trazidas para melhorar a prestação de serviço. “Quando a gente pretende fazer uma reforma, seja de um imóvel, um carro, é sempre para tentar melhorar  algo que não está funcionando corretamente. E não é isso que temos visto nas reformas trabalhista, previdenciária, administrativa. O que se fala é em retirada de direitos, é desmonte, não pode ser tratada como reforma. Ninguém é contra uma reforma para melhorar a qualidade do serviço público. Mas não podemos falar em reforma quando se pensa em retirar direitos”, pontuou.

Cloves apresentou dados publicados recentemente pela OCDE sobre o quantitativo de servidores públicos no Brasil em comparação com outros países, principalmente os mais desenvolvidos, que mostram o Brasil com 1,6% da população como servidor , enquanto em outros países desenvolvidos como os Estados Unidos tem 15% da população ou Noruega em que chega a 30%. “Estamos falando de países superdesenvolvidos e que oferecem um serviço de qualidade para a população”, reforçou.

O tema teletrabalho foi um dos pontos chaves do debate, haja vista que a pandemia da Covid-19 veio apresar esse processo que já estava em andamento. “Nas empresas privadas isso já vinha ocorrendo, principalmente nas empresas de tecnologia. Muitos funcionários já tinham essa rotina de trabalho. Mas no serviço público, isso precisa ser normatizado por uma legislação. Não dá para deixar a cada Executivo e a chefe de equipe tratar de forma diferente. Não podemos pegar as vantagens e colocar nos ombros do servidor, principalmete aqueles em cargos que são da repartição”.

Além do Sindifisco-MS participam do debate Jaime Teixeira (FETEMS), Demontiê Macedo (SINDJUFE-MS), Gilmar Gonçalves (SINTSEP-MS), Deputado Federal Dagoberto (PDT-MS), Deputado Federal Fábio Trad (PSD-MS), Deputado Estadual Pedro Kemp (PT- MS). Este é o oitavo webinário de uma série que está sendo realizada em todo o Brasil, por entidades parceiras da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público no Estado de Mato Grosso do Sul.

Assista abaixo o webinário na íntegra: