Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
18.05.2018 • Governo-MS

Sefaz realiza curso em mapeamento de processos para atender Profisco II

curso_projetos_dorneles

Campo Grande (MS) – Os servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), das áreas de Administração e Finanças, Contabilidade, Orçamento e Tesouro participam da Oficina de Mapeamento e Redesenho de Processos. Durante três dias, eles realizam diversas atividades preparatórias para implantação do Programa de Apoio à Gestão e Integração dos Fiscos do Brasil – Profisco II. Ao todo serão investidos US$ 47,7 milhões ou cerca de R$ 150 milhões em ações de modernização do fisco de Mato Grosso do Sul.

Coordenador da capacitação, Esaú Aguiar Neto.

De acordo com o coordenador do setor de capacitação e auditor fiscal da Receita Estadual, Esaú Rodrigues de Aguiar Neto, a oficina está sendo realizada por meio da Coordenadoria do Núcleo Especial de Modernização da Administração Estadual (Conemae) e tem como objetivo capacitar servidores para revisão e otimização de processos de trabalho nas respectivas unidades durante a execução do Profisco II. Esaú parabenizou a disponibilidade dos servidores em participar do treinamento enfatizando os benefícios que o mapeamento de processos traz para a cultura de alta performance, bem como a necessidade de gestão do conhecimento como riqueza institucional.

Coordenador da Conemae, Tadeu Lourenço.

O coordenador do Núcleo Especial de Modernização da Administração Estadual e do Profisco II e auditor fiscal da Receita Estadual, Tadeu de Souza Lourenço Ferreira, enfatiza que o foco desta edição do programa é o controle dos gastos públicos. O Profisco II tem previsão de começar a ser implantado em MS a partir do segundo semestre de 2018. A linha de crédito tem garantia soberana do Governo Federal e é concedida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aos estados e ao Distrito Federal. O objetivo é financiar projetos de melhoria da administração das receitas e da gestão fiscal financeira e patrimonial dos entes federados.

“Nos últimos anos percebemos a necessidade de uma maior profissionalização na gestão tributária, financeira e patrimonial. Assim surgiram os projetos nacionais de integração e modernização dos fiscos. Os primeiros estados a aprovar o empréstimo do BID, ainda no segundo semestre de 2017, foram Ceará, Maranhão, Piauí e Pará. Em seguida, receberam autorização para iniciar a preparação Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rondônia e São Paulo. Estamos diante de um movimento nacional que tem como objetivo otimizar a otimização da gestão dos recursos públicos”, pontua Tadeu.

Capacitação

Dorneles ministra o curso de mapeamento de projetos para implantação do programa de modernização do fisco.

Ministrada pelo consultor Roberto de Moura Dorneles, a Oficina de Mapeamento e Redesenho de Processos é promovida pelo Escritório de Processos da Conemae e se constitui em atividade preparatória de implantação do Profisco II, para aperfeiçoar a administração das receitas e da gestão fiscal, financeira e patrimonial dos entes federados.

“Usamos técnicas da educação experiencial que conduz os participantes à vivência, onde fixam o aprendizado por meio de exercícios práticos desenvolvidos individualmente e também em dinâmicas de grupo. A construção dos fluxogramas se dá em sala com uso de materiais diversos, bem como, usamos os documentos padronizados pelo Escritório de Processos”, finaliza Dorneles.

Servidores da Secretaria Estadual de Fazenda realizam capacitação para executar Profisco II em MS.