Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
19.07.2018 • Fenafisco

Fenafisco divulga Reforma Tributária Solidária no Encate em Sergipe

capa_emilio_e_pedro

Campo Grande (MS) – O Diretor para Assuntos Parlamentares e Relações Institucionais da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), Pedro Lopes, participa de dois importantes eventos em Aracaju-SE, para apresentar o projeto Reforma Tributária Solidária encabeçado pela Anfip e Fenafisco. 

Na noite desta quarta-feira o 64º Encontro de Coordenadores e Administradores Tributários (Encat) em Sergipe, promoveu o debate sobre o assunto, e nesta manhã de quinta-feira o Sindicato do Fisco de Sergipe (Sindifisco-SE), organizou a reunião em sua sede para dirigentes sindicais de várias entidades locais e representantes de movimentos populares. 

O Encat é promovido pela Secretaria de Estado da Fazenda de Sergipe e pretende desenvolver e disseminar as modernas técnicas de gestão tributária, mediante o intercâmbio de experiências, soluções e sistemas, nas áreas de arrecadação, fiscalização, tributação, informações econômico fiscais e outras de interesse da Administração Tributária, além da uniformização dos procedimentos entre os Estados, visando a implementação conjunta de soluções consensuais para os problemas comuns às unidades federadas da região. 

A capital sergipana já havia recebido a Fenafisco no mês de junho, porém a reunião foi concentrada apenas para dirigentes e filiados do Sindifisco-SE. Esta nova agenda, quinta-feira, na sede do sindicato se caracteriza pela participação de outras entidades, para além da categoria do Fisco. 

O projeto Reforma Tributária Solidária: Menos Desigualdade, Mais Brasil, encabeçado pela Anfip e Fenafisco, se difere de outras propostas já apresentadas no congresso, pois não se baseia apenas na ideia de simplificação do sistema, mas contempla todos os problemas, buscando reduzir as desigualdades sociais, aumentar a tributação direta, revisar o sistema de partilha dos impostos entre os estados, resgatar o papel da tributação aduaneira, enfrentar sonegação e controlar evasão fiscal.