Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
12.04.2018 • Sindifisco

Fonacate quer garantir compromisso dos presidenciáveis com servidores públicos

fonacate

Campo Grande (MS) – O Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) quer garantir o compromisso dos presidenciáveis com servidores públicos. O fórum se reúne nesta quinta-feira (12.4), às 10h, para discutir o modelo da Carta de Princípios que será elaborada pelo Fonacate, em razão das Eleições Gerais de 2018. Os representantes estão reunidos desde terça-feira (10.4) para tratar de temas diversos e definir os últimos detalhes da 5ª Conferência Nacional das Carreiras Típicas de Estado, que ocorrerá na próxima semana, dias 17 e 18 de abril, em Brasília (DF).

A Carta de Princípios que será elaborada pelos integrantes das entidades sindicais e associações, em razão das Eleições Gerais de 2018, como forma de buscar o compromisso dos presidenciáveis com os direitos dos servidores públicos. Nesta quinta serão acertados os últimos detalhes do documento, que será entregue aos candidatos à Presidência da República e, também, aos deputados e senadores.

Na abertura da reunião, o presidente do Fórum, Rudinei Marques, ressaltou a importância da participação de todas 29 entidades na Conferência, que debaterá temas como serviço público e democracia, o futuro da Administração Pública e as perspectivas para a Seguridade Social no Brasil. As inscrições poderão ser feitas na data e no local do evento. “Esperamos que todos se empenhem em trazer o maior número possível de representantes para que nossa Conferência seja um sucesso”, declarou Rudinei.

Em seguida, o Fórum cedeu a palavra ao deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF), que atuou em defesa do serviço público na tramitação da Reforma da Previdência (PEC 287/16) e da MP 805/17, que propunha, entre outros pontos, o adiamento de reajustes já previstos em lei e o aumento da contribuição previdenciária dos servidores. Na condição de relator da MP na Comissão Mista instalada no Congresso, Rosso já havia se comprometido com o Fonacate a “fazer o mínimo esforço” pela tramitação da matéria. Como a MP caducou no dia 8 de abril – e, portanto, não produzirá mais efeitos – o Fonacate convidou o parlamentar para receber os agradecimentos do Fórum.